Sair do ensino médio e, em pouco tempo, escolher uma carreira profissional, a qual dedicarão os próximos anos de sua vida, é uma decisão importante, e muito difícil, para estudantes. Para os mais jovens, alguns fatores como a pressão familiar, o medo de errar, a indecisão sobre as perspectivas para o futuro e até as expectativas sociais podem tornar o desafio ainda maior.

Se, nesse momento, você está duvidando da sua própria capacidade em tomar essa decisão e não quer se ver como um profissional frustrado daqui alguns anos, saiba que você não está sozinho.

Confira o post a seguir com as 7 dicas mais importantes para escolher a carreira profissional certa!

Conheça a si mesmo

Esse conselho pode parecer um clichê para você que está em um momento tão decisivo da sua vida, mas é, com certeza, o mais importante dessa lista. A principal causa da insatisfação de profissionais com a sua carreira profissional é uma escolha feita pelos motivos errados.

Pressão familiar, expectativa de alta remuneração ou pressa em tomar uma decisão são apenas alguns fatores que podem levar estudantes a ingressarem em cursos de graduação que não têm nada a ver com eles mesmos.

Esse erro pode estimular uma desistência no meio do caminho ou a formação em uma área que não te fará feliz. E já se imaginou passando quase toda a sua vida em algo que odeia?

Descubra a sua vocação

Essa dica é complementar à anterior. Nessa etapa, é importante fazer testes vocacionais ou procurar ajuda profissional, mas o essencial é descobrir quais características e habilidades podem se relacionar às profissões que você deseja seguir.

Por exemplo, se você é mais comunicativo e odeia realizar cálculos, dificilmente tem um perfil para áreas exatas. O mesmo vale para quem não gosta de lidar com pessoas: talvez, a área de saúde não seja a mais indicada.

Vocação diz respeito ao que te motiva e às suas habilidades em realizar algo. Faça uma lista de coisas em que você já é bom, coisas com as quais se identifica ou que terá prazer em dedicar anos da sua vida. Se conseguir entender o que te impulsiona, dificilmente não terá uma carreira profissional bem-sucedida.

Pesquise sobre o mercado de trabalho

Mesmo que você já tenha em mente qual a profissão dos seus sonhos, é importante ser realista sobre as possibilidades de atuação que você terá no final da graduação. Afinal, nenhum profissional planeja investir tempo e dinheiro em uma formação em que não terá oportunidades de trabalhar.

Assista palestras, vá para eventos e feiras profissionais, e use a internet como sua aliada para pesquisar como está a saturação de uma profissão no mercado, as taxas de adesão de profissionais, o valor médio de remuneração inicial e no auge da carreira e os tipos de vagas disponíveis. É importante também ler cadernos de economia ou blogs de especialistas para entender quais são as perspectivas para esse mercado nos próximos anos.

Mesmo que você já esteja decidido a fazer o que ama, analisar o mercado é uma forma de traçar caminhos realistas para o seu futuro. Evitar expectativas que podem ser frustradas, explorar áreas em ascensão ou criar projetos inovadores para uma determinada profissão, por exemplo. Pesquise também as possibilidades durante a graduação, como as vagas de estágio, importantes para melhorar a sua formação técnica e prática.

Converse com profissionais

Além de conhecer a parte teórica e o mercado de trabalho, é preciso ter uma visão mais realista sobre as profissões com quem atua na área. Muitos aspectos negativos e positivos de uma carreira profissional não são ditos em sites ou livros, por isso, pessoas graduadas são as melhores fontes para descobrir se determinada área realmente será boa para você.

Não tenha vergonha de perguntar quais obstáculos elas enfrentaram para chegar até a sua posição profissional, quais as possibilidades de atuação, as atividades rotineiras e, até mesmo, a remuneração média.

Essa é uma forma de saber se a área em que você pretende seguir é realmente aquilo que você acredita, evitar frustrações e entender melhor o que você enfrentará no seu caminho, caso escolha essa profissão.

Faça uma lista de pontos negativos e positivos

Após uma pesquisa detalhada sobre a área de atuação, sobre o mercado e sobre você mesmo, faça uma lista de prós e contras sobre a profissão que deseja seguir.

Se estiver em dúvida entre mais de uma, essa é uma boa forma de compará-las e escolher qual pode ser a melhor para você.

Mas seja realista: pense em aspectos como retorno financeiro, seu investimento de tempo e dinheiro durante a graduação, rotina de trabalho, suas aptidões para aquela área e se é possível que, em alguns anos, você conseguirá ser feliz com o que faz.

Tenha cuidado com as expectativas alheias

Pais, professores, familiares e amigos são pessoas que desejam e torcem pelo nosso sucesso. Mas é preciso ter cuidado para que as expectativas dessas pessoas não superem os seus desejos, principalmente quando se trata da profissão, que acaba não sendo apenas uma forma de ganhar dinheiro, mas sim uma extensão das nossas próprias expectativas e felicidade.

Mesmo que alguém acredite que determinada profissão é uma garantia de sucesso e tente influenciar a sua escolha, no final, a sua carreira profissional deve depender apenas de você.

Por exemplo, se o seu pai ou sua mãe forem profissionais renomados em uma área, isso não quer dizer que você deve seguí-la e, se o fizer, que seja por sua própria vontade e não por expectativas de outras pessoas.

Defina metas realistas para o futuro

Muitas vezes, principalmente após a conclusão do ensino médio, nos sentimos pressionados a escolher um caminho rápido a seguir. Mas é importante pensar que essa decisão pode definir o seu futuro em uma carreira profissional. Por isso, é fundamental que ela seja bem pensada, com metas bem definidas para o futuro.

Pense em como você gostaria de estar daqui alguns anos e quais são os seus planos profissionais. Ter sucesso? Ganhar dinheiro? Ser feliz com o que faz? Seja honesto consigo mesmo para não tomar a decisão errada.

E, caso isso aconteça, fique tranquilo. O mercado está mudando e os modelos de trabalho atuais já permitem que os seus profissionais não tenham que seguir em uma única carreira profissional pelo resto da vida.

Gostou das nossas dicas? Acrescentaria algo que possa ajudar a quem deseja tomar a melhor decisão profissional? Compartilhe com a gente nos comentários!