Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em 2012 revelou que 70% dos universitários brasileiros também trabalham. Sabe o que isso significa? Que essa jornada dupla é, sim, possível.

Embora não seja simples conciliar duas atividades que consomem tempo e energia em proporções enormes, trabalhar e estudar ao mesmo tempo não precisa ser tão penoso quanto parece, já que, com algumas dicas, você conseguirá dar conta de ambas as tarefas.

Duvida? Confira pelo menos oito dicas indispensáveis para conciliar seu trabalho e o curso na faculdade!

Evite a procrastinação

Sabe quando você está com uma planilha do trabalho ou um livro aberto, mas ainda assim decide pegar o seu celular e entrar em uma rede social para responder uma mensagem que nem era tão importante assim? Isso é procrastinar e essa atitude pode fazer com que você não trabalhe e nem estude direito.

Se você já tem o tempo limitado por estar dividido em duas jornadas, não complique ainda mais a sua situação ao gastar seus preciosos minutos com atividades que não vão agregar a nenhuma das coisas que são realmente importantes.

Vencer a procrastinação não é fácil — afinal, maior do que o seu projeto de trabalho somente a vontade de ficar à toa —, mas é necessário se você realmente quer conciliar seu emprego e seus estudos.

Converse com professores e chefes sobre sua situação

Para conseguir essa conciliação, você precisa de todo o apoio necessário e isso inclui as pessoas mais importantes nesse processo: seus chefes e seus professores. Não: eles não são seus carrascos e podem ser seus grandes aliados nesse momento importante. No entanto, isso só vai ser possível se você conversar honestamente com eles sobre a sua situação.

Com o seu chefe, fale que você está estudando em busca de oportunidades melhores na carreira, mostre seu plano de aulas e cheguem juntos a uma solução, como compensação de horas.

Com seus professores, fale que precisa do emprego e mostre a sua carga horária e o seu planejamento de turnos. Embora não haja nenhuma garantia de que eles irão trabalhar junto com você nessa situação, você não perde nada tentando.

Tenha uma rotina bem organizada

Quem não se organiza perde tempo tentando descobrir o que fazer a seguir, tentando achar as ferramentas certas e tentando saber o que é para fazer. Você precisa de uma rotina bem planejada, e para isso você pode utilizar uma agenda.

Se você tem uma aula que começa 30 minutos depois de encerrar o seu turno, por exemplo, se prepare para sair na hora e chegar a tempo. Se você tem uma prova importante daqui duas semanas, elabore um cronograma de estudo ao longo desses dias.

Além disso, nesse planejamento, você também deve definir o que é prioridade — afinal, a reunião no trabalho é mais importante do que aquela aula no final do semestre quando as provas já acabaram. Saiba decidir o que é mais importante e se organizar para que você otimize o seu tempo.

Divida suas tarefas maiores

Se você tem dois livros para ler ou cinco capítulos para estudar, o ideal é que você divida essa grande tarefa em itens menores. Nesses casos, você pode diluí-la em vários dias, como lendo algumas páginas por dia ou estudando um capítulo a cada 3 ou 4 dias.

O mesmo vale para o trabalho: se você tem um grande projeto pela frente, divida-o em tarefas menores e mais simples para que você possa ir cumprindo aos poucos.

Esse tipo de estratégia é especialmente útil quando você tiver os dois livros, os cinco capítulos e o grande projeto para fazer para o mesmo prazo. Ao criar tarefas menores, você não fica muito sobrecarregado e consegue fazer tudo do jeito certo.

Desenvolva o melhor método de estudos para você

Na vida, existe uma regra básica: o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para você — e isso também serve para seus estudos. Enquanto, para uns, fazer exercícios e leituras à exaustão é o melhor caminho, para outros, utilizar os mapas mentais e associações é algo mais eficiente. Como saber o que é melhor para você? Simples: você só vai descobrir testando!

Em vez de ficar preso a apenas um método de estudo, o ideal é que faça testes com diferentes técnicas. Tente resumos, memorização, autoexplicação e flashcards, a fim de descobrir qual técnica funciona melhor para você. Ao fazer isso, você vai precisar de menos tempo para aprender o mesmo conteúdo e vai conseguir a tão sonhada conciliação.

Esteja preparado para fazer concessões

Por mais organizado que você seja e por mais compreensivos que sejam seu chefe e seus professores, o dia tem apenas 24 horas, o que significa que não dá para fazer tudo sempre que você quiser. Como deixar de cumprir as obrigações do emprego ou da faculdade não é uma opção, o que resta é fazer alguns sacrifícios na sua vida pessoal.

Isso significa que, eventualmente, seus amigos estarão curtindo um churrasco ou uma festa que dura até de manhã e você estará em casa adiantando projetos do trabalho ou estudando para uma prova importante.

Por isso, esteja preparado para fazer concessões e para dizer “não” sempre que for necessário. A parte boa é que a faculdade não é eterna e, ao se dedicar agora, você poderá ter sua vida social ativa novamente, inclusive nas férias.

Corrija problemas assim que aparecerem

Às vezes você acha que está fazendo tudo certo, mas, de repente, nota que acabou se esquecendo de fazer um relatório importante do trabalho ou que se esqueceu de estudar para uma prova. De modo semelhante, um projeto de urgência ou um trabalho imprevisto podem surgir e atrapalhar todo o seu planejamento.

Nesses casos, você precisa assumir uma postura de contenção de danos e corrigir os problemas assim que aparecerem. Se você esqueceu o relatório ou a prova, não dá para fazer muita coisa sobre isso, mas você pode aumentar a atenção com a conferência de seus afazeres.

Se surgiu uma tarefa imprevista, reorganize seu cronograma o quanto antes. Haja o que houver, evite agir de improviso ou ignorar sinais de que uma atividade está atrapalhando a outra.

Encontre um tempo para você

Pode até não parecer, mas existe, sim, vida na conciliação de trabalho e faculdade! É óbvio que você não poderá dormir até tarde todos os dias, ir para o barzinho quando você bem entender ou passar a tarde toda assistindo filme, mas ter um tempo para você é muito importante.

Encontrar um momento na sua agenda para fazer uma atividade da qual você goste, ainda que por apenas 30 minutos, é importante para que você se mantenha longe do estresse tanto quanto possível.

Por isso, por mais que pareça impossível, procure abrir um espaço na sua agenda para algum passatempo que te agrade e no qual você fique livre de responsabilidades por alguns instantes. Ao fazer isso, você vai se manter menos estressado e mais motivado a ir atrás dos seus objetivos.

Estudar e trabalhar ao mesmo tempo não é uma tarefa fácil, mas é possível e sem tanto sofrimento quanto parece. Se você sai do trabalho para a faculdade ou pretende entrar nessa rotina, tenha sempre em mente que a organização é o ponto chave para o sucesso da jornada dupla.

Ao usar o seu tempo da melhor maneira possível, o que inclui ter um tempo para você, você terá resultados cada vez melhores no seu desenvolvimento profissional. Qual sua maior dificuldade para conciliar os estudos e o trabalho? Conte para a gente nos comentários!