O processo de aprendizagem vai muito além de ler vários livros, fazer trabalhos e tirar nota alta na prova. A participação e engajamento na sala de aula é fundamental para o desenvolvimento do aluno. O aluno participativo, além de assimilar melhor o conteúdo acadêmico, também desenvolve habilidades importantes para se destacar no mercado de trabalho, como capacidade de se expressar, de atuar em grupo, estabelecer diálogos respeitosos e pensamento crítico.

Além dos benefícios para o aluno, a participação ativa na sala de aula proporciona aulas mais interessantes e animadas para os colegas, motivando inclusive o professor a preparar aulas cada vez mais instigantes.

Quer aprender a ser mais participativo na sala de aula? Confiras as 8 dicas que separamos para ajudá-lo a se engajar ativamente durante as aulas.

1. Tenha interesse em aprender

O aluno participativo é aquele que demonstra interesse no conteúdo da aula e quer sempre avançar, descobrindo novas informações e aprendendo cada vez mais.

Para ser um aluno mais participativo nas salas de aula, você precisa se interessar pelo conteúdo que está sendo estudado. Você vai perceber que, quando estimula seu interesse em aprender coisas novas, você perde a predisposição a não gostar de alguns conteúdos.

2. Contextualize a matéria

Para participar da aula e engajar nos debates, você precisa, antes de tudo, estar inteirado do conteúdo da discussão. Não adianta querer falar e não estar preparado em relação ao assunto.

Mantenha as leituras acadêmicas em dia e busque aprender além do conteúdo obrigatório.

Com o conteúdo na ponta da língua, você conseguirá se expressar com mais segurança e sua argumentação será mais precisa e fundamentada.

Desenvolver o hábito da leitura e do pensamento crítico ajudará muito na participação em sala de aula, desenvolvendo seu raciocínio lógico e a capacidade de criticar e analisar os fatos.

3. Dê sua opinião

Com o conteúdo da aula em dia, você vai estar mais seguro para expressar sua interpretação em relação às informações e dar sua opinião.

Os alunos mais tímidos têm vergonha em expressar seu ponto de vista. A razão é muitas vezes acreditar que sua opinião é equivocada ou não sabem o suficiente para opinar.

Contudo, para participar das aulas e desenvolver suas habilidades, vença essa barreira e opine! Não tenha medo de errar ou ser corrigido, afinal, a sala de aula é para isso, mesmo.

Após as primeiras falas, você vai adquirir mais confiança e a participação será mais natural. Portanto, dê o primeiro passo e não fique com medo de julgamentos. Quem sai ganhando com a participação é você, que aprende mais e cria a facilidade em se expressar em público.

4. Seja curioso

Uma das características mais importantes no aluno é a curiosidade. Mais do que saber e dominar uma matéria, é preciso ser curioso para aprender e descobrir cada vez mais.

Alunos curiosos são aqueles que, geralmente, ganham mais atenção do professor e aprendem para além das salas de aula.

Portanto, seja curioso! Você pode perguntar ao professor sempre que a dúvida surgir, ajudando a aprofundar nas discussões.

Lembre-se de que sua pergunta é importante não só para você: possivelmente, sua questão é a mesma de outro colega que não tem coragem em perguntar, então você poderá, involuntariamente, ajudar vários amigos que possuem a tal dúvida.

5. Tome nota do conteúdo

Para conseguir expressar seu ponto de vista, sua interpretação do conteúdo ou fazer uma pergunta, é importante ter clareza e saber estruturar a argumentação. Falas confusas tendem a ser pouco construtivas para o debate em sala de aula, afinal, ninguém vai te entender e você correrá o risco de se frustrar ou se exaltar à toa.

Para elaborar uma fala bem estruturada e fundamentada, a dica é fazer anotações. Tome nota do conteúdo, faça tópicos de argumentação e escreva sua pergunta. Isso vai ajudar, principalmente no início, a organizar melhor suas ideias e expressá-las de forma coesa e convincente.

Você vai desenvolver a capacidade de argumentação estruturada, o que vai ajudar tanto em debates como na hora de responder questões nas provas.

6. Estimule os colegas a compartilhar experiências

Participar da aula sozinho não vai ajudar a ter uma aula mais interessante, por isso é importante que seus colegas também participem, gerando debates em que diferentes pontos de vista sejam expostos.

Estimule seus colegas a participarem das discussões. Você pode fazer isso através de perguntas indiretas, lançando algumas questões que sejam mais direcionadas aos alunos que aos professores, como por exemplo “Eu acredito que o autor quis dizer isso, como os outros interpretaram esse mesmo trecho?“.

Você também pode estimular essa participação de forma indireta: ao compartilhar sua visão e sua opinião, provavelmente outros alunos se sentirão mais livres para expressar suas experiências, instigando o debate geral.

7. Saiba ouvir

Participar na sala de aula não é só falar bonito, é preciso saber ouvir. Estar atento às falas do professor e dos demais colegas é uma forma não só de aprender, como de desenvolver a capacidade de contra-argumentar.

Além disso, saber ouvir é uma habilidade que sinaliza respeito à opinião alheia, ainda que você não a compartilhe.

Lembre-se: o intuito do debate é construir novos saberes e facilitar a aprendizagem, não reafirmar velhos conceitos e estabelecer verdades incontestáveis.

8. Evite conflitos diretos

Ainda sobre o debate, para que a aula seja realmente atrativa para todos, os conflitos diretos devem ser respeitados. Não seja irônico, nem ria ou menospreze a fala de alguém: isso vai acabar com qualquer chance de discussão saudável.

Avalie bem sua fala e seu ponto de vista para não ofender alguém, fugindo de qualquer tipo de preconceito ou discriminação.

Como você viu, participar mais da aula é fácil e traz vários benefícios não só para você, como para o professor e seus colegas. Para ser um aluno mais participativo, fique em dia com os estudos, perca a vergonha em se expressar, dê sua opinião com clareza e respeite os outros.

As capacidades de comunicação, deliberação, raciocínio lógico e de sociabilidade que são desenvolvidas com a participação na sala vão ajudar seu processo de aprendizagem e o desenvolvimento da sua personalidade. Não se esqueça de que as características do aluno participativo estão entre as mais procuradas em profissionais para atuar no mercado de trabalho!

Gostou das nossas dicas?  Para acompanhar nossas novidades sobre educação, siga nossas páginas nas redes sociais!