Acredite: os debates promovidos em salas de aula são fundamentais para sua formação profissional e pessoal. Afinal, eles são capazes de estimular o raciocínio e a aperfeiçoar a oratória. Eles contribuem também com a elaboração de argumentos consistentes, ampliando o nível de conhecimento e de comunicação do aluno.

Além disso, os debates facilitam a memorização do conteúdo. Por isso, os professores utilizam com frequência esse recurso, criando verdadeiros palcos de debates para estimular o aprendizado da turma de forma efetiva e prática.

Quer saber, então, como arrasar no próximo debate, deixando toda a sala de queixo caído? Basta seguir à risca as dicas abaixo.

1. Estude o tema

Sabemos que nem sempre os professores avisam com certa antecedência o tema que será tratado no debate. Porém, quando eles fizerem isso, estude antecipadamente o assunto.

Não perca tempo e aprofunde-se no tema proposto. Afinal, você não quer apresentar pontos superficiais e irrelevantes, certo? Além do mais, é bom estar preparado para defender os pontos positivos e negativos da questão, pois — como quase tudo na vida — sempre existem dois lados da moeda.

2. Esclareça as dúvidas

Antes de começar a falar freneticamente sobre o assunto, verifique se você entendeu de fato o que foi solicitado pelo professor. Caso tenha alguma dúvida, não hesite em perguntar, pois o intuito ali é criar um ambiente harmonioso e saudável para debater o assunto em xeque.

Pode apostar: existem muitos estudantes que pecam exatamente nesse quesito, uma vez que não compreenderam bem a proposta e, por isso, apresentam argumentos que fogem do tema.  

3. Evite o sarcasmo durante os debates

Não caia na cilada de usar da ironia como estratégia para vencer o debate. Essa atitude não só prejudicará sua imagem como mostrará que você não está preparado para essa atividade.  

Afinal, o aluno quando não tem um argumento sólido e convincente, prefere atacar o interlocutor com frases vazias, utilizando principalmente do sarcasmo para irritar o outro ou até mesmo criar um clima desconfortável.

Portanto, jamais seja irônico. Talvez esse artifício seja válido em uma conversa informal com um amigo, mas jamais terá efeito em um debate. Se o outro interlocutor for realmente bom, ele estará pronto para lidar com esse detalhe.

4. Anote os tópicos essenciais

Às vezes, no calor do momento, você não consegue absorver todas as informações e pontuações feitas pelo outro interlocutor, certo? Para que isso não ocorra, vá anotando em tópicos toda a argumentação.

Essa simples ação ajudará você a esquematizar a sua fala, não esquecendo de abordar os pontos principais. Além do mais, escrever é um forte aliado no processo de aprendizado. Então, não tenha vergonha e nem hesite em fazer as anotações necessárias em um papel.

5. Preste atenção às opiniões dos seus colegas

Não são raros os casos em que o aluno já vai para o debate com toda a argumentação em mente, pensando que não será necessário levar em consideração a opinião dos demais. Esse é um verdadeiro tiro no pé, pois um outro colega pode apresentar primeiro os seus argumentos e deixar você sem palavras.

Além do mais, o assunto pode tomar um rumo bem diferente daquele que você imaginou. Então, desapegue da ideia de ir com um roteiro pronto, achando que será o suficiente para obter um resultado satisfatório no debate.

Aqui voltamos ao primeiro tópico: o ideal é conhecer muito bem o assunto para estar apto a fornecer posicionamentos distintos e com embasamento.

6. Seja direto e claro

Nada de rodeios: vá direto ao ponto e apresente suas argumentações de forma clara e eloquente. É desejável demonstrar que você tem domínio sobre o assunto, que consegue articular suas ideias coerentemente e sem deixar dúvidas sobre o que está sendo dito.

Outro aspecto importante é utilizar um linguajar compreensível e que seja compatível com a proposta. Não é necessário inserir termos complexos e rebuscados pelo contrário: um vocabulário mais simples garantirá um entendimento melhor. Então, tenha sempre em mente: ao participar de um debate, aposte em uma abordagem direta, clara e acessível, combinado?

7. Não insulte os participantes

Por incrível que pareça, ainda há estudantes que tentam desqualificar a opinião alheia por meio de insultos direcionados às pessoas. Quer um exemplo mais claro? É fácil: suponha que o tema do debate é a legalização do aborto. Um grupo é responsável por defender essa ideia, enquanto outro tem que apresentar pontos inviáveis dessa alternativa.

O debate fica cada vez mais acirrado até que um determinado integrante do grupo, que é contra o aborto — por didática vamos chamá-lo de José —, ataca verbalmente uma colega da turma que é a favor. Ele diz que ela pensa assim, pois é uma “feminazi”, que está preocupada só com o próprio bem-estar.

Nesse contexto, é perceptível a estratégia do José: ele tenta desvalorizar os ideais da colega como mecanismo para invalidar a opinião dela. Essa atitude, além de deselegante, é totalmente errada e rude, mostrando inclusive que o José não sabe nada sobre o movimento feminista.

Então, jamais seja como o José, ok? Respeite tanto os seus colegas como o seu professor e promova um debate inteligente, deixando os preconceitos de lado. Afinal, um verdadeiro debate é pautado sobretudo na habilidade de criar respostas criativas e estratégicas.

8. Leia muito

A melhor forma de desenvolver um pensamento crítico e lógico é tornar a leitura um hábito. Essa ação não só contribui com esses aspectos, como também é capaz de ampliar o seu vocabulário. No entanto, não basta ler uma vez aqui e outra ali.

Para que isso realmente surta efeito, adote a leitura como uma atividade constante. Além de proporcionar habilidades singulares, ler também pode proporcionar momentos de entretenimento e lazer. Invista em livros de aventura, romance, policial, terror ou até em mangás e revistas. O importante aqui é ter a leitura como principal aliada.

Fato é que não existe uma fórmula mágica para proporcionar uma argumentação bombástica durante os debates em sala de aula. Contudo, se seguir à risca as nossas dicas, o seu sucesso é garantido. Pode apostar!

Conte para nós o que achou do texto! As dicas atenderam suas expectativas? Acrescentaria algo além do que foi dito aqui? Compartilhe a sua opinião nos comentários!