Concluir um curso universitário pode abrir muitas portas no mercado de trabalho, além de trazer imenso desenvolvimento pessoal. Entretanto, entre a aprovação no vestibular e a apresentação do trabalho de conclusão de curso, o estudante tem uma longa jornada pela frente, e que deve ser aproveitada da melhor maneira possível.

Confira a seguir o que fazer nas mais importantes etapas da vida universitária e descubra como aproveitar melhor a universidade.

Uhul! Você foi aprovado no vestibular! Mas o que fazer agora?

Ah, que felicidade! Você enfim foi aprovado no vestibular, e está pronto para se tornar o mais novo estudante universitário de sua família. Mas, depois da euforia inicial, surgem as dúvidas. O que fazer depois da aprovação?

Comemore

Sua primeira providência depois de passar pelo processo seletivo é, obviamente, partir para a comemoração! Aproveite a maravilhosa sensação de satisfação e de alegria! Reúna seus amigos, familiares e prepare-se para a festa.

Entrar na faculdade é motivo de orgulho e é um dos rituais de entrada na vida adulta. A grande maioria dos alunos de faculdades praticam o trote, para recepcionar de um modo mais descontraído os calouros. Mas, ei: não precisa temer. Ninguém vai cortar seus cabelos e nem fazer nada que você não queira ou autorize.

Prepare a documentação necessária para a matrícula

Ao receber a notícia de que seu nome está na lista de aprovados no vestibular, é importante que você já tenha organizado todos os documentos que serão necessários na hora de realizar sua matrícula na instituição de ensino. Certifique-se que seus documentos estão de acordo com as exigências da faculdade e em boas condições de conservação.

Os documentos mais frequentemente solicitados pelas instituições de ensino superior na hora da realização da matrícula são:

  • documento de identificação com foto — por exemplo, sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e RG —, mas fique atento, pois algumas faculdades aceitam apenas o RG;

  • CPF;

  • título de eleitor e comprovação de quitação com a Justiça Eleitoral (se você não tiver guardado os comprovantes das últimas votações e se seu título de eleitor for do estado de São Paulo, você pode obter online uma certidão de quitação eleitoral;

  • comprovante de endereço (é bom verificar os tipos de comprovantes aceitos — conta de água, luz, extratos bancários, fatura de cartão de crédito;

  • certidão de nascimento/casamento;

  • certificado de reservista, para os homens;

  • certificado de conclusão do ensino médio;

  • histórico do ensino médio.

Podem ser exigidos os originais e/ou cópias simples ou autenticadas de tais documentos. Além disso, outras documentações podem ser exigidas, então, é bom estar atento às normas da instituição para a qual você foi aprovado.

Além dessa lista, pode ser necessário que você entregue, no dia da matrícula, fotografias 3×4, então, providencie tudo com bastante antecedência, para evitar pendências.

Fique atento aos prazos e aos procedimentos

Seja no edital de abertura de inscrições para o vestibular, seja no manual do candidato, o fato é que a maioria das faculdades determina com bastante antecedência como, onde e quando ocorrerão as matrículas dos aprovados. E é preciso ficar atento a essas informações, para não iniciar seu curso com o pé esquerdo.

Se tiver dúvidas, acesse o site da faculdade, procure informações nas redes sociais ou telefone para a instituição. O importante é não dar bobeira e correr o risco de perder a data da matrícula!

Aproveitando o início das aulas

No início das aulas, absolutamente tudo é novidade.

Você, como todo bom calouro, se sente completamente perdido. Não sabe onde fica a sua sala de aula, não consegue decorar os horários, o nome das disciplinas e muito menos o nome dos seus professores. Se perde no caminho para o banheiro e fica deslumbrado com a quantidade de informações novas que são colocadas diante de você todos os dias.

Porém, saiba que o início das aulas é um período de extrema importância em sua vida acadêmica e, com algumas dicas, você será capaz de aproveitá-lo muito melhor.

Seja organizado

Organização. Eis uma habilidade que você precisará desenvolver e que será item básico de sobrevivência durante os seus anos de faculdade.

No início das aulas, tudo é aparentemente muito simples. Você está extremamente feliz por ter passado no vestibular, a motivação e a animação estão a mil. E, para ajudar, os professores costumam pegar um pouco mais leve com os calouros, até que eles entrem no ritmo do ensino superior.

No entanto, esse período de calmaria é passageiro, pode ter certeza. E se você não aprender a se organizar, muito em breve estará sufocado com vários trabalhos por fazer, leituras e resumos atrasados e provas para as quais você não terá tempo para estudar como se deve.

Não há um método único para que você consiga se organizar. Tudo dependerá de seu perfil, de suas necessidades e também de suas preferências. Entretanto, para começar, é preciso que você encontre uma ferramenta confiável que o permita armazenar em um só lugar todos os compromissos e obrigações que estão por vir: datas de entrega de trabalhos, semanas de prova, livros que você precisará comprar, enfim, tudo o que mantenha relação com sua vida acadêmica e que precise ser lembrado.

Alguns estudantes adotam agendas de papel tradicionais, outros optam por recursos tecnológicos, acessíveis pelo celular, tablet ou computador. A ferramenta não faz diferença, contanto que ela funcione perfeitamente bem para você e o permita acessar com rapidez e praticidade todas as suas informações.

Logo no início das aulas, seja no primeiro ou nos próximos semestres letivos, procure providenciar todos os livros, apostilas e outros materiais que você vai utilizar. Isso fará com que você acompanhe melhor as aulas e evitará que você seja aquele estudante chato que vive pedindo os materiais dos colegas emprestados.

Planeje seu primeiro semestre de aulas

Nos primeiros dias de aula, os professores de cada disciplina geralmente fornecem um cronograma que prevê tudo o que será trabalhado ao longo do semestre: os tópicos relacionados à matéria, as datas de entrega de trabalhos e seus respectivos temas e os dias de prova.

É importante que, desde o início das aulas, você se programe para conciliar as obrigações de todas as disciplinas e também a sua vida fora da faculdade, para que não haja sobrecarga e para que você não deixe nada para a última hora.

Descubra a infraestrutura da faculdade

Uma faculdade não se restringe às salas de aula. Há diversos outros espaços que podem ser bastante bem aproveitados durante sua vida acadêmica. Aproveite o início das aulas para explorá-los.

Bibliotecas, salas multimídia, laboratórios, quadras, salas de convivência são apenas alguns exemplos de lugares nos quais você pode enriquecer sua experiência na faculdade. Descubra-os o quanto antes.

Esteja aberto a novas amizades

Quando você ingressar na faculdade, terá contato com pessoas de todas as tribos! Saia de sua zona de conforto e aproveite para interagir com pessoas diferentes! Além de ampliar sua visão de mundo, esse contato com novas pessoas pode fazer com que você crie uma valiosa rede de contatos, que poderá render bons frutos tanto em sua vida acadêmica quanto profissional.

Procure ser simpático com seus colegas de classe, puxe assunto e mostre-se interessado em fazer novos amigos. Você vai se surpreender com a quantidade de gente bacana que vai se aproximar de você.

Aproveite a experiência de veteranos e professores

Veteranos podem parecer assustadores no início, principalmente na hora do trote, mas lembre-se de que eles já foram calouros como você e que podem ajudá-lo a aproveitar ainda mais a universidade. Aproveite a experiência dos alunos mais antigos e obtenha ótimas dicas sobre como aproveitar o que há de melhor em sua vida universitária.

Com a ajuda dos veteranos, você pode esclarecer dúvidas em determinadas disciplinas que sejam complicadas para você, pode encontrar boas oportunidades de estágio no futuro, dentre outros benefícios.

Os professores, por sua vez, também têm muito a ajudá-lo e manter um bom relacionamento com eles, desde o início das aulas, poderá ser crucial para o seu sucesso como estudante, acredite!

Além da óbvia importância que eles têm em sala, ministrando as aulas, sua experiência de vida pode fazer com que você amadureça e tenha bons resultados tanto em sua vida acadêmica quanto em sua vida pessoal. Não veja o professor como um carrasco ou como um inimigo, mas sim como alguém que já foi estudante um dia e que hoje tem muito a ensinar, com toda a sua experiência acadêmica e profissional.

O que fazer ao longo do primeiro semestre?

O primeiro semestre será muito importante em sua jornada acadêmica e é crucial que você leve seus estudos a sério desde os primeiros dias de faculdade.

Aproxime-se da sua turma

É no primeiro semestre que você definirá quem será a “sua turma”, ou seja, aqueles colegas que terão grandes chances de se tornar seus companheiros mais constantes ao longo dos anos de faculdade.

Por isso, é importante se cercar de boas companhias. Embora seja positivo você não ter nenhum tipo de preconceito e criar um círculo de contatos bastante diversificado, na hora em que precisar de uma equipe para desenvolver trabalhos ou realizar estudos em grupo, é melhor unir as pessoas que tenham os mesmos objetivos acadêmicos que você.

Trabalhar e estudar com pessoas que estão alinhadas à sua forma de agir e ver a vida fará com que qualquer tarefa se torne mais simples e proveitosa e permitirá que você conclua seu primeiro semestre na universidade com muita eficiência.

Participe ativamente das aulas

Não faltar às aulas é um conselho que você já deve estar cansado de ouvir. Porém, mais que estar de corpo presente na sala de aula, é importante que você esteja focado no processo de aprendizagem. Não assuma uma postura passiva.

Acostume-se, logo no primeiro semestre, a participar ativamente das discussões em sala de aula, pois a interação com outros alunos e professores possibilitará que você construa conhecimentos de forma mais crítica e reflexiva.

Construa uma rotina de estudos extraclasse

Assistir às aulas é imprescindível, mas as horas de estudo extraclasse é que ajudarão você a obter sucesso em seus estudos.

Crie o hábito de revisar diariamente os conteúdos vistos em sala de aula e, quando surgirem dúvidas, não deixe que elas se acumulem.

Utilize fontes de estudo que vão além da bibliografia básica recomendada para cada disciplina. Pela internet, é possível obter muito conteúdo de qualidade (livros e apostilas digitais, resumos, podcasts, videoaulas, questões respondidas etc.), que pode ajudar você a aprofundar seus estudos.

Saiba curtir as férias também

Estudar é bom e importante, mas curtir um merecido descanso é ainda melhor. Durante as aulas, procure ter um bom desempenho acadêmico, para evitar exames ou dependências, que podem acabar com sua animação para aproveitar as férias.

Assim que entrar de férias, procure relaxar e recarregar as energias para o próximo semestre que vai se iniciar. Aproveite para estar em contato com sua família e com seus velhos amigos, e se esqueça por alguns dias da grande carga de avaliações e de responsabilidades acadêmicas.

Quando as férias estiverem chegando ao fim, não fique triste. Prepare-se para iniciar um novo semestre em grande estilo. Organize o início de seu novo semestre, assim como você fez logo que entrou na faculdade e se anime, pois um novo ciclo de aprendizagem está para começar.

Continuando os estudos nos semestres seguintes

Se você conseguiu concluir com sucesso o primeiro semestre, vai tirar de letra os semestres seguintes.

Já familiarizado com a rotina de estudos na universidade, você provavelmente já terá entrado no ritmo do ensino superior. Porém, conforme seu curso de graduação vai avançando, os conteúdos abordados em sala de aula vão se tornando mais complexos, outras atividades paralelas, como estágios, monitorias e programas de iniciação científica vão surgindo, e isso acabará exigindo muito mais dedicação e disciplina de sua parte.

É crucial que você se mantenha organizado. Um dos segredos do sucesso acadêmico é aprender a otimizar o próprio tempo e jamais deixar obrigações para a última hora.

Realizar constantemente reflexões e autoavaliações são providências importantes, para que você consiga checar se sua performance acadêmica está levando você em direção aos seus objetivos.

Quando você se tornar um veterano, não se torne autoconfiante demais, e nunca subestime a importância de uma aula. Alguns estudantes mais experientes acham que determinadas disciplinas não terão relevância em sua formação ou em sua vida profissional e acabam faltando demais às aulas, seja para ficar jogando conversa fora no barzinho em frente à faculdade, seja para ficar em casa de bobeira.

Se determinada disciplina está em sua grade curricular, é por um bom motivo e, com certeza, ela é importante para seu curso superior. Procure não faltar às aulas, por mais enfadonhas que inicialmente elas possam lhe parecer.

Seu primeiro estágio

Depois de assistir a muitas e muitas aulas e aprender no ambiente acadêmico um pouco da teoria sobre a área com a qual você deseja trabalhar depois de formado, é hora de praticar.

O estágio é a oportunidade perfeita para que você tenha uma primeira experiência no mercado de trabalho e consiga aplicar na prática os conhecimentos aprendidos na universidade, descobrindo como funciona na vida real a profissão que você escolheu.

Existem duas modalidades de estágio: o não obrigatório e o obrigatório, exigido por alguns cursos de graduação, como, por exemplo, no caso das licenciaturas, de Enfermagem e de Medicina. Entretanto, ambos são supervisionados e seu objetivo é aprimorar a aprendizagem do estudante.

Estágios remunerados são excelentes oportunidades para você obter uma fonte de renda enquanto aprimora seus conhecimentos. Além disso, ter uma experiência profissional fará com que você amplie sua rede de contatos, o que pode ser muito benéfico para sua carreira.

Levar o estágio a sério, além de colaborar para com seu desenvolvimento acadêmico, profissional e pessoal, poderá aumentar suas chances de ser efetivado no emprego.

Você pode trabalhar dentro da universidade também

Dentro da própria universidade existem oportunidades para você desempenhar algumas atividades remuneradas ao mesmo tempo em que aprimora seus conhecimentos. Veja algumas delas:

Iniciação científica

Os programas de iniciação científica são iniciativas das faculdades para fazer com que os estudantes se iniciem no universo da pesquisa. Esse tipo de atividade pode ser remunerada ou voluntária e pode contar créditos em sua formação.

Os alunos participam de projetos de pesquisa, com a supervisão de um orientador e isso pode abrir portas para um mestrado, um doutorado e permitirá a participação em eventos científicos além de, claro, colaborar muito para o aprendizado.

Monitoria acadêmica

Nesse tipo de programa, o estudante recebe para atuar como monitor em determinada disciplina, colaborando com o aprendizado de outros alunos. Essa é uma boa forma de receber um dinheiro trabalhando na faculdade e ainda por cima reforçar os próprios conhecimentos.

E as amizades?

Vida de universitário não é moleza! São muitas responsabilidades e, às vezes, acaba não sobrando tempo suficiente para cuidar como se deve da vida social.

Embora você, ao entrar na faculdade, passe a conhecer novos amigos, provavelmente seus períodos de lazer e de interação ficarão ligeiramente reduzidos por conta de suas novas obrigações.

Porém, é preciso não deixar de lado esse aspecto tão importante da sua vida para que você se mantenha emocionalmente saudável.

É evidente que, levando a sério uma faculdade, você não terá condições de dedicar a maior parte do seu dia para interagir com seus amigos ou ficar com sua namorada ou namorado. Você terá uma boa carga de estudos pela frente e é preciso ter foco.

Entretanto, é mais que recomendável reservar um tempo todos os dias para cuidar de suas relações sociais. Converse com seus amigos, parceiro ou parceira e familiares, e explique que nessa fase de sua vida você precisará da compreensão de todos, para que você possa se dedicar aos seus estudos sem parecer que está abandonando suas pessoas queridas.

Festas e eventos universitários são ótimos momentos para interagir com outras pessoas sem culpa ou medo de ser feliz. Procure aproveitar essas ocasiões para se divertir e para conhecer ainda mais gente nova. Distraia-se, converse, dance, faça novos amigos, aproveite a companhia dos amigos antigos e registre todos esses momentos em sua mente, pois muito em breve você sentirá saudades deles.

Os últimos períodos

Seus anos de universitário, por mais incríveis que possam parecer no início, passarão bem depressa. E, quando a faculdade for chegando ao final, suas energias também estarão por um fio.

Porém, há muito conteúdo por estudar e, geralmente, as disciplinas mais complexas e específicas são deixadas para o final do curso, por exigirem um maior grau de maturidade e conhecimento dos estudantes.

Entretanto, o desafio é grande, mas não há razões para desanimar. Você está na reta final do curso e a um passo da formatura. Nesse ponto, muitos alunos se encontram à beira de um ataque de nervos, sobrecarregados com avaliações, eventuais dependências “conquistadas” em semestres anteriores, relatórios de estágios e outras atividades acadêmicas. Mas é preciso se acalmar e manter o foco.

Algumas estratégias podem ajudar você a controlar a ansiedade e a se manter equilibrado. Meditação, yoga e exercícios físicos deixarão sua saúde em dia e tornarão você mais resistente ao estresse.

O temido TCC

O trabalho de conclusão de curso será seu desafio final, mas não é um bicho de sete cabeças.

Escolhendo o tema

O importante é que ele comece a ser planejado semestres antes do fim da faculdade.

Seu primeiro passo é escolher um tema sobre o qual você tenha interesse, e que resulte em um projeto viável. Temas muito amplos podem fazer com que você elabore um trabalho superficial demais, então, o interessante é escolher um nicho menor, para que você tenha a chance de se aprofundar.

Montando a equipe

Se seu TCC for elaborado em grupo, é importante escolher uma equipe ágil e eficiente e é recomendável que as habilidades dos integrantes sejam complementares, para que assim o trabalho evolua mais depressa e com mais qualidade.

Planejando o cronograma

Quanto antes você começar seu TCC, melhor. É fundamental criar um cronograma realista e seguí-lo à risca, para evitar imprevistos e desespero nas etapas finais.

Interagindo com o orientador

O orientador será seu melhor amigo durante a elaboração do TCC. Portanto, é bom ouvir com atenção o que ele tem a dizer e realizar as modificações que ele sugerir.

Você pode realizar questionamentos e indagar a respeito da necessidade das intervenções sugeridas pelo orientador, mas é bom manter em mente que a opinião dele contará muito no resultado final de seu trabalho.

Selecionando as referências, preparando o conteúdo e caprichando na revisão e na formatação

Aqui, é a hora de mostrar que seu trabalho tem qualidade.

São as referências escolhidas para fundamentar o seu trabalho que garantirão que seus argumentos são confiáveis. Na hora de redigir o TCC, nada de se basear apenas em textos da internet. É preciso buscar fontes seguras para sustentar sua linha de raciocínio.

Outra coisa: plágio é ilegal e imoral. Jamais copie textos já prontos. Inspirar-se e buscar referências é totalmente válido. Mas copiar descaradamente trechos do trabalho de outra pessoa é algo que você nunca deve fazer.

Depois de terminar de escrever seu texto, formate-o de acordo com as normas da ABNT e também conforme as orientações específicas de sua universidade.

Capriche na revisão do texto, para garantir que o trabalho esteja coeso, coerente e com uma escrita impecável.

Preparando-se para a apresentação do trabalho

Com seu TCC pronto, você está a um passo de se graduar. Só falta apresentar o seu trabalho.

Se você participou ativamente da elaboração do TCC, vai tirar a apresentação de letra. Alguns dias antes da apresentação, você pode ensaiar, para evitar imprevistos na hora H. No grande dia, mantenha-se calmo e faça um breve roteiro dos tópicos que você pretende abordar em sua apresentação. Seja claro, sucinto e simpático com a banca.

Depois de aprovado, enfim, você terá encerrado com louvor sua vida na universidade, e estará pronto para novas empreitadas, como iniciar uma pós-graduação ou partir para a vida profissional!

Aproveitar a universidade é algo muito importante para que você seja um estudante de sucesso, com uma carreira promissora em vista. Desde a aprovação no vestibular até a apresentação do seu trabalho de conclusão de curso, é essencial se manter focado e ter clareza quanto aos seus objetivos na faculdade.

Mantenha-se motivado, curioso e persistente e faça com que seus anos de universitário sejam alguns dos melhores e mais proveitosos da sua vida! Gostou desse texto? Deixe um comentário pra gente e nos diga como você faz para aproveitar melhor a universidade.