Virar dias e noites lendo conteúdos pedagógicos e realizando exercícios não está entre as tarefa mais prazerosas, não é mesmo? Depois de muito estudar, bate aquele cansaço e um pensamento insiste em aparecer: “eu poderia estar jogando videogame, assistindo o capítulo novo da minha série favorita ou, até mesmo ,dormindo, mas não, estou aqui sentando nesta mesa há várias horas”.

Aí, para completar o quadro, ainda aparece aquelas matérias sem pé nem cabeça, que você precisa entender, afinal, o conteúdo cobrado pelas bancas examinadoras são extensos e você não pode deixar passar nada. Para conseguir lidar com esta rotina atribulada de deveres e obrigações acadêmicas, haja dedicação!

A  gente sabe que a vida do vestibulando nunca foi fácil — pelo contrário, são momentos árduos que exigem força de vontade e comprometimento para alcançar a meta de ingressar em um curso superior.

Então, para ajudá-lo a tirar de letra este tarefa, apresentamos 8 dicas que vão proporcionar uma dose extra de motivação para estudar.

Evite pensar nas dificuldades

“Preciso estudar ainda inúmeras matérias. São tantas disciplinas e conteúdos que não sei nem por onde começar”. Por favor, risque da sua cabeça este tipo de pensamento. De nada adianta criar empecilhos e lembrar somente dos aspectos negativos do estudo, pois isto não vai te levar a lugar algum. Tente focar nos pontos positivos, por exemplo: nas matérias em que você já está em dia e precisa apenas revisar.

Não cobre tanto de você mesmo. Afinal, todos cometemos erros e imprevistos podem acontecer a qualquer momento. O importante é saber lidar com as frustrações, criando mecanismos para superar os obstáculos que surgirem. Então, não esqueça nunca: permaneça calmo, independentemente da situação.

Dê destaque para as prioridades

Quais são os seus objetivos em curto, médio e longo prazo? Conquistar uma vaga em uma instituição de ensino superior está nesta seleta lista, correto? Além disso, é bem provável que você queira ser um profissional reconhecido em sua área.

Por isso, quando o desânimo tentar dar as caras, foque-se nas suas metas e lembre-se que toda esforço e dedicação serão, em breve, recompensados e que, em questão de meses, provavelmente você estará realizando um dos seus sonhos, ingressando em uma universidade. Com certeza, direcionar o pensamento para esta vertente vai te dar um gás a mais para continuar motivado.

Determine planos possíveis

Ao realizar um planejamento específico de estudo, saiba os seus limites e jamais force a barra. Um dos principais motivos que desanimam os estudantes é o não cumprimento das metas estabelecidas. Portanto, seja realista e crie planos possíveis, que podem ser alcançados.

Lembre-se de elaborar um cronograma que seja compatível com sua realidade, incluindo no planejamento as demais tarefas que você realiza. Afinal, é impossível estudar 24h por dia. Tenha sempre isto em mente.

Aposte em novos desafios

Que tal tentar aproximar os seus interesses pessoais com as disciplinas que precisam ser estudadas? Conciliar ambas as tarefas é um recurso totalmente válido para desencadear a motivação. Além disso, a atitude de encontrar formas distintas de realizar o estudo tira você da sua rotina padrão, o que por si só já é uma ajuda considerável, concorda?

Peça auxílio aos amigos

Montar grupos de estudos pode ser uma alternativa viável para render mais, sem deixar o cansaço e o desânimo tomarem conta. Tem dúvidas sobre esta estratégia? Então, inspire-se na conquista dos jovens amigos Lucas e Isadora, que estudando juntos foram aprovados em mais de 20 cursos de Medicina.

O lado bom desta história é que, além de ficar mais tempo com seus colegas, vocês ainda podem compartilhar dicas e informações das disciplinas, proporcionado ainda uma mãozinha na missão de manter a motivação para estudar.

Saiba reconhecer as vitórias diárias

Que tal começar a ver o lado bom das coisas, principalmente no que diz respeito aos estudos? Sabe aquela lista enorme de exercícios que você conseguiu finalizar no prazo estimulado ou até mesmo aquelas leituras atrasadas que você colocou em dia? Pois, então, são delas mesmo que estamos falando.

Você pode até achar que não, mas estas pequenas vitórias precisam ser reconhecidas. Isso te motiva ainda mais no estudo. Então, nada de menosprezar as suas conquistas diárias, hein?

Invista em recompensas

Esta abordagem está relacionada com o item anterior. Sendo uma estratégia motivacional, a Psicologia já abordou a questão do sistema de recompensas em vários contextos. Mas, se você não sabe muito bem do que se trata, pode ficar tranquilo que já explicamos. O sistema de recompensa nada mais é do que proporcionar a terceiros ou a você mesmo recompensas a cada bom resultado conquistado.

Neste contexto, quando perceber que está rendendo bem nos estudos e tirando notas satisfatórias nos simulados, nada mais justo do que receber um agrado, não acha? Então, permita-se comprar um presente ou realizar um passeio que estava com vontade há dias, mas que ainda não teve tempo disponível.

Mantenha o equilíbrio

Não basta passar horas a fio estudando e esquecer do primordial: da sua saúde física e mental. A realização de atividades físicas, por exemplo, é fundamental para conseguir lidar como uma rotina exaustiva.

Por isso, essa dica é essencial: preocupe-se em manter o equilíbrio em todas as esferas. Vale apostar na prática de esportes, em aulas musicais ou até mesmo nas artes, mas ocupe-se com outras atividades que não sejam somente o estudo.

Segundo o filósofo Aristóteles, “é fazendo que se aprende aquilo que se deve aprender a fazer”, certo? O pensamento parece confuso? É muito simples: o autor apenas quis dizer que o aprendizado está ligado à prática, simples assim.

Não adianta, neste contexto, ler 300 páginas de uma só vez sem parar para refletir e, assim, consolidar o conteúdo, que pode ser facilitado por meio da realização de exercícios ou anotações.

Além disso, a prática leva à perfeição, não é mesmo? Então, evite a procrastinação e busque forças extras para manter a motivação para estudar, sem deixar a peteca cair, combinado?

Agora é a hora de você participar. O nosso conteúdo foi útil? Quais outras dicas você incluiria na lista? Enriqueça nosso conteúdo deixando sua opinião nos comentários. E, depois de estudar bastante para o vestibular, descubra tudo o que você precisa saber sobre essa etapa para entrar em um curso superior, clicando aqui.