A tão sonhada aprovação no vestibular é vista por muitos jovens como um grande desafio. Ele toma proporções ainda maiores na mente das pessoas quando não se pode contar com o auxílio de professores de cursinhos preparatórios ou de materiais didáticos fornecidos por essas instituições.

Tendo em vista esse cenário, como vencer a imensa quantidade de conteúdos abordados nos exames sem nenhum tipo de orientação, dicas ou estratégias? Por mais que pareça impossível, engana-se quem pensa que estudar sozinho pro vestibular e conquistar a vaga é uma missão perdida. Há dados que comprovam justamente o contrário!

Segundo informações da Fuvest, fundação responsável pelo vestibular da USP e da FCMSC, mais de um terço (37,5%) dos alunos aprovados no vestibular de 2015 da instituição não estavam matriculados em nenhum curso preparatório. Isso mesmo! Eles estudaram sozinhos para o vestibular e conquistaram o seu lugar no ensino superior!

Então, quem foi que disse que você não pode ser uma dessas pessoas também? No entanto, se você pretende estudar sozinho pro vestibular, seja por escolha, seja por falta de tempo ou de recursos para matricular-se em um cursinho, é necessário que você tenha algo muito claro em mente: disciplina, motivação e organização são pré-requisitos.

Para que você possa alcançar seu objetivo, estudar fará parte de todo um processo de preparação para a prova, que durará bastante tempo e que envolverá muitos aspectos de sua vida mas que pode lhe levar a conquistar o que você tanto almeja.

E para ajudar você com essa questão de maneira muito eficaz e eficiente, listamos no post de hoje dicas e técnicas comprovadamente úteis para quem quer ou necessita preparar-se por conta própria para o vestibular. Se esse é o seu caso, continue a leitura e fique de uma vez por todas por dentro desse assunto!

Vamos lá?

Organize seu cantinho

Sabe aquela história de estudar deitado em sua cama, com fones de ouvido ou atirado no sofá da sala com a televisão ligada e a família jantando na mesa ao lado? Esqueça isso! Para que seus estudos rendam e você realmente consiga fixar os conteúdos e matérias, ter um espaço exclusivamente destinado aos estudos é essencial.

Não é porque você está estudando em casa que deve deixar de lado essa questão. Acredite, isso faz toda a diferença em sua capacidade de concentração e foco. Por isso, reserve um cantinho de sua casa exclusivamente para isso. Se houver espaço em seu quarto, melhor.

Se isso não for possível, não tem problema. Basta assegurar-se de que o local que você escolheu é limpo, arejado, iluminado e, principalmente, silencioso. Se não houver absolutamente nenhum lugar como esse em sua residência, buscar algum ponto propício no seu bairro e nos arredores pode ser uma estratégia interessante.

Bibliotecas e cyber cafés são boas opções, pois geralmente possuem lugares adequados para a prática de estudos, são silenciosos e bem iluminados. Assegure-se que tanto a mesa quanto a cadeira que você utilizará enquanto estuda estejam adequadas à sua altura, peso e tamanho.

Lembre-se que você passará muito tempo de seus dias utilizando esse mobiliário e, por isso, eles devem ser ergonômicos o suficiente. A má postura resultante de móveis não ajustados para você prejudica a circulação sanguínea e, consequentemente, diminui a oxigenação cerebral. Quer saber resultado disso?

Um sono incontrolável e uma imensa dificuldade de concentrar-se nos estudos. Isso sem mencionar a incrível dor nas costas que você poderá desenvolver após passar de 4 a 6 horas diárias sentado de maneira errada ou em uma cadeira muito alta durante semanas a fio, por exemplo. Por isso, trate de se endireitar!

A melhor postura para estudar é sentado, com as costas retas e totalmente apoiadas no encosto da cadeira, os joelhos dobrados em um ângulo de 90 graus em relação ao piso, com os dois pés apoiados no chão.

Caso a altura de sua cadeira não permita que seus pés toquem o solo, você pode utilizar livros ou tijolos como apoio para eles. A mesa deve estar montada em uma altura que permita que seus braços possam ficar apoiados e dobrados em um ângulo de, mais ou menos, 90 graus.

Outra questão importante: se o seu cantinho de estudos não dispuser de iluminação suficiente, é necessário que você providencie alguma lâmpada de cabeceira ou abajur. Ler ou estudar em ambientes mal iluminados força a sua visão e pode levá-lo a ter uma dor de cabeça daquelas!

E quem consegue estudar com alguma dor ou incômodo, não é mesmo? Além disso, se você insistir em estudar em um local pouco iluminado, pode até desenvolver algum problema ocular mais grave e permanente. Tenha cuidado com isso!

Por fim, deixe seu cantinho sempre limpo e organizado, ok? Assim que terminar seus estudos, organize o material utilizado naquele dia e passe um pano úmido na mesa para tirar farelos de borracha e deixar tudo prontinho para o dia seguinte!

Do mesmo modo, ter todo o material necessário para o estudo sempre à mão é essencial. Ter que parar no meio de um exercício para buscar um apontador em outro canto da casa pode fazer com que você perca a linha de raciocínio e tenha dificuldades para voltar ao nível de concentração anterior.

Pense em cada uma dessas questões e prepare um ambiente de estudos perfeito em sua casa para que você possa se preparar para o vestibular no lugar mais propício possível. Suas costas, seus olhos e sua capacidade de concentração agradecem!

Crie um plano de estudos

De nada adianta você seguir à risca todos as sugestões listadas no item anterior, criando um ambiente de estudos perfeito, se você não sabe nem por onde começar a estudar, certo? Entenda: para conseguir a aprovação no vestibular é imprescindível que você tenha um plano detalhado de estudos e, mais do que isso, que siga esse plano à risca!

Para quem ainda está bem perdido e não tem ideia de como iniciar a planejar seus estudos, aqui vai uma boa dica: foque nas matérias que você possui muita dificuldade e naquelas que possuem maior peso no curso que você deseja.

Sabe aqueles conteúdos que nunca entraram direito na sua cabeça durante o Ensino Médio? Pois é exatamente com esses que você deve pegar pesado nos estudos. Por mais que isso soe para você como uma tortura, tente enxergar as coisas sob outra perspectiva.

Ao se dedicar com afinco a compreender esses assuntos mais difíceis seja lendo sobre ele, assistindo a videoaulas ou fazendo e refazendo exercícios , você dará um up incrível em sua autoconfiança. Afinal, quem não se sente orgulhoso e seguro de si mesmo ao aprender sozinho um conteúdo que sempre foi uma pedra no sapato?

Além disso, é sempre bom dedicar um tempo considerável de seus estudos para aquelas matérias que têm um peso maior para o curso que você deseja ingressar. Para quem deseja a aprovação em Medicina, por exemplo, focar bastante em biologia e química é a melhor pedida, visto que essas costumam ser as matérias que mais contam para a aprovação nesse curso.

Agora que você já sabe para quais matérias deve dedicar mais atenção, chega a hora de planejar seu cronograma de estudos. Para isso, você pode utilizar folhas de papel ou uma planilha no computador. Divida as matérias a serem estudadas entre os dias da semana e os turnos que você tem disponíveis para estudar.

O mais indicado é que você se dedique entre 4 a 6 horas diárias aos estudos, de segunda a sábado. Porém, como a realidade não é a mesma para todos, planeje seu cronograma conforme o tempo que você dispuser. Acredite: com disciplina e concentração total, duas horas de estudo diárias podem fazer maravilhas.

No entanto, atenção! Quando mencionamos concentração total, é total mesmo, viu? De nada adianta “estudar” cinco horas seguidas com a televisão ligada no seu programa favorito ou com as atualizações do Facebook chegando a cada momento em seu smartphone. Assim, dessas horas você terá aproveitado, realmente, menos do que duas.

Por isso, ao sentar-se para estudar, fique longe das distrações. Desligue seu celular, a televisão e o rádio. Se você gosta de ouvir música enquanto estuda, monte uma playlist específica para esses momentos. Da mesma maneira, se você utiliza a internet para estudar, nada de cair na tentação de dar só “uma olhadinha” em suas redes sociais.

Essa escapada pode lhe tomar um tempo precioso. Mantenha o foco e a disciplina para que seu tempo estudando seja aproveitado até o último minuto. As últimas fofocas do mundo dos famosos podem esperar.

Outra dica muito eficiente para aumentar sua produtividade nos estudos é mesclar matérias de exatas e de humanas diariamente para não “forçar” mais um lado do cérebro do que outro. Assim, se você vai estudar matemática pela manhã, reserve a tarde para estudar história, por exemplo.

Lembre-se sempre de deixar, pelo menos, um turno da semana para escrever redações. Em muitos vestibulares elas contam metade da nota final. Então, sair-se bem nesse quesito é fundamental para conquistar a vaga.

Também é importante lembrar que é necessário planejar pausas entre seus momentos de estudo. Elas são imprescindíveis para dar aquela “arejada nas ideias”, permitindo que você volte aos livros com força e foco total. O ideal é fazer uma pausa de 15 minutos a cada hora de estudo.

Aproveite esse tempinho para ir ao banheiro, fazer um lanche, beber água e dar aquela esticada no corpo. Você não vai acreditar na diferença que isso pode fazer na sua produtividade!

Diariamente, após terminar de estudar, anote em seu cronograma os conteúdos de cada matéria que foram abordados naquele dia. Como são muitos os assuntos que caem no vestibular, essa atitude simples evita repetições e permite que você visualize com mais clareza os seus progressos.

Por fim, como já mencionamos, mais do que planejar cuidadosamente os seus estudos, é essencial que você desenvolva a disciplina necessária para seguir o planejamento à risca! Pode parecer extremamente cansativo e penoso no início, mas mantenha-se firme e motivado.

Tente desconstruir a imagem de sacrifício e de dificuldade relacionada ao estudo e torne esse momento agradável e produtivo. Um pensamento que pode ajudar bastante na hora que bater aquela preguiça de pegar os livros e apostilas é pensar que, a cada hora de estudo, mais perto você está de atingir o seu objetivo: a aprovação no vestibular!

Pesquise por material de qualidade

Tão importante quanto planejar e montar cuidadosamente um cronograma de estudos é utilizar materiais de qualidade durante sua preparação para o vestibular. Engana-se quem pensa que material de qualidade é sinônimo de livros e apostilas caríssimos.

Muito pelo contrário! É possível conseguir conteúdos de altíssimo nível por preços bastante atraentes e até mesmo de graça! Uma boa estratégia para quem não tem muita grana para investir em materiais de estudo para o vestibular é programar visitas aos sebos de sua cidade.

Ali, além de encontrar livros didáticos e apostilas de cursinho por um valor bem mais em conta, é possível também adquirir as obras literárias de leitura obrigatória (se esse for o caso da sua prova) por ótimos preços.

Porém, só tenha cuidado para não comprar materiais muito antigos, certo? Apesar de que muitos deles possuem uma qualidade indiscutível, eles podem estar desatualizados em relação a diversos assuntos e conteúdos. Por isso, adquira somente livros e apostilas impressos há, no máximo, cinco anos.

Além disso, a internet, quando utilizada da maneira correta, é a ferramenta mais poderosa que você pode ter em mãos para estudar sozinho pro vestibular. Afinal, estamos vivendo a era da informação, da tecnologia e do conhecimento!

É possível encontrar resposta para praticamente qualquer dúvida que você tiver, em apenas poucos segundos! Utilize isso ao seu favor (e sem gastar um centavo!). Entretanto, sempre é bom ficar ligado na qualidade das fontes que você usa para aprender online, ok?

Existe uma infinidade de sites, canais, videoaulas e blogs voltados especificamente para esse assunto. Muitos deles são de altíssimo nível, mas outros, nem tanto. Por isso, busque se informar sobre a idoneidade e o valor das informações contidas em cada página que você utilizar como base de estudos, certo?

Outra grande vantagem de utilizar a internet como aliada durante sua preparação é o fato de que você pode encontrar, com razoável facilidade, as provas de anos passados de praticamente qualquer instituição de ensino superior do país. Resolver provas anteriores é uma das melhores maneiras de preparar-se para o grande dia.

Isso porque, além de criar familiaridade com o tipo de questão e com maneira como os conteúdos são abordados pela banca de cada instituição, você também pode utilizá-las para fazer simulados. Estes são imprescindíveis para que você possa aprender a dividir o tempo que terá disponível para a resolução da prova entre os conteúdos abordados.

Ademais, a cada simulação, você poderá comparar seus resultados com os obtidos nos simulados anteriores e, assim, comprovar sua evolução nos estudos. Isso o deixará cada dia mais confiante, tranquilo e ciente de sua capacidade.

Caso seu desempenho caia em alguma matéria, você poderá reprogramar o seu cronograma de estudos dando prioridade àqueles assuntos em que não se saiu tão bem assim.

Não esqueça do descanso e da vida social

Engana-se redondamente quem acha que horas intermináveis de estudo e ausência total de vida social são receitas para conseguir a aprovação no vestibular. Muito pelo contrário! Entenda que, para que tudo saia conforme o planejado, você precisa estar bem física e psicologicamente.

Cérebro cansado não absorve conhecimento tenha isso muito claro em sua mente. Em função disso, estudar até a exaustão e, a partir daí, estudar mais ainda, só vai lhe trazer prejuízos, pode acreditar. Além de não conseguir se concentrar, você ainda ficará frustrado e decepcionado por não ter conseguido aprender.

Por isso, estipule quanto tempo você estudará diariamente, sempre deixando intervalos consideráveis para descansar. Tente ao máximo dormir, pelo menos, 7 horas por noite. Assim, você acordará revigorado e prontinho para a próxima maratona de estudos.

Do mesmo modo, tire tempo em sua agenda semanal para encontrar amigos, divertir-se, passar tempo com a sua família ou, simplesmente, para não fazer absolutamente nada. Esses intervalos para estar em paz e na companhia de quem se ama são essenciais para a sua saúde mental e, consequentemente, para sua capacidade de aprendizado e concentração.

Entretanto, isso não quer dizer que você deve ir para a balada todo final de semana, ok? Obviamente, se o seu objetivo é passar no vestibular, essa deve ser a sua prioridade número um durante todo o período de preparação para a prova.

Porém, você não precisa deixar de ir ao aniversário do seu melhor amigo ou no casamento de sua prima para que possa passar no vestibular. Não abdique totalmente de sua vida social seja apenas mais criterioso e cuidadoso consigo.

Nesse sentido, exercitar o corpo também é uma excelente estratégia para manter a calma e os nervos em perfeito estado. Praticar alguma atividade física no mínimo, três vezes por semana, mesmo que seja uma simples caminhada pelo bairro é capaz de fazer milagres por você!

Ao mexer o corpo, sua circulação sanguínea é ativada, o cérebro é oxigenado e hormônios que produzem sensação de bem-estar e felicidade são liberados. Por isso, mexa-se!

Por fim, tenha cuidado com a sua alimentação! Assim como o descanso e a atividade física, comer bem é essencial para deixar seu cérebro a ponto de bala e a sua disposição para os estudos nas alturas. Ao fornecer os nutrientes adequados para o seu corpo, você terá muito mais energia e menos sonolência durante o dia.

Acostume-se a comer frutas, vegetais e legumes diariamente, bem como proteínas saudáveis como peixes, carne magra e ovos. Prefira sempre carboidratos (pães, arroz e massas) em sua versão integral elas são cheias de fibras e vitaminas.

Por outro lado, evite o consumo excessivo de açúcar, frituras, refrigerantes e salgadinhos. Esse tipo de alimento traz pouquíssimos benefícios ao corpo e ainda podem fazer você ganhar peso e perder disposição. Beba muita água todos os dias — no mínimo dois litros — e maneire no café.

Apesar de muitas pessoas utilizarem o café como “muleta” para manter-se acordado para estudar, cafeína em excesso pode fazer mal à sua saúde e causar uma insônia grave. Por isso, nunca ultrapasse duas xícaras médias diariamente, certo?

Pode parecer besteira, mas organizar a sua rotina de preparação para o vestibular incluindo períodos de descanso, boas noites de sono, tempo com a família e amigos, prática de exercícios físicos e uma dieta bem equilibrada pode ser exatamente o que faltava para você conquistar a aprovação!

Teste por uma semana e comprove os resultados positivos desses bons hábitos em sua vida. Difícil vai ser não levá-los para sempre com você!

Conclusão

Ano de preparação para o vestibular não é nada fácil. Além da pressão para escolher uma profissão para o resto da vida, é necessário decidir em quais instituições prestar o exame e, acima de tudo, estudar muito!

Esse cenário pode ganhar ares ainda mais dramáticos se você tiver que estudar sozinho para a prova. Muitas pessoas se sentem extremamente confusas e perdidas nesse momento. Porém, como você pôde comprovar ao longo da leitura desse post, é possível estudar sozinho pro vestibular e se sair muito bem!

Diversas pessoas, inclusive, optam por esse método de estudo, argumentando que são capazes de aprender de maneira mais eficiente quando estão sozinhas e em silêncio. Portanto, se você pretende se preparar sozinho para o vestibular, não perca tempo e comece o quanto antes a aplicar todas as técnicas e dicas aprendidas aqui!

Organize um espaço de estudo adequado em sua casa, elabore um planejamento de estudos detalhado e organizado, busque e adquira materiais de qualidade e preze pela manutenção de sua vida social, do descanso e do bem-estar físico. Essa é a receita do sucesso, pode acreditar! Por fim, boa sorte! Nós estamos torcendo por você!

Se você ficou com alguma dúvida ou utiliza alguma outra estratégia para estudar sozinho pro vestibular que não foi citada nesse post, compartilhe sua experiência e opinião aqui nos comentários! Dessa maneira, você contribuirá efetivamente para enriquecer a discussão sobre esse assunto!