No dia 26 de janeiro se comemora o Dia da Gula. E como nosso foco é educação, devemos te lembrar da importância de “alimentar” a sua sede de conhecimento – principalmente se você está se preparando para entrar na faculdade e encarar o mercado de trabalho.

Aprender é algo tão importante que a capacidade de pensar e interpretar informações é o que nos diferencia de outros seres vivos. Mas a importância do aprendizado não para por aí.

Aprender sobre um determinado assunto é uma forma de expandir a mente, aumentar a capacidade crítica, se diferenciar no mercado e melhorar até mesmo a forma de encarar o mundo.

Então, quer entender como aprender ainda mais e melhor? Então confira as nossas 6 dicas!

1. Seja curioso sempre

A curiosidade é uma das características mais expressivas das pessoas inteligentes. As mentes mais geniais não se conformam com o que é dito, com as notícias que os jornais apresentam ou com o que leem nas redes sociais.

Elas sempre estão em busca de algo a mais. Pois sabem que o mundo precisa de pessoas que façam a diferença.

Para expandir a sua mente e ganhar mais conhecimento, não se contente apenas com o básico.

Participe de atividades extracurriculares, certifique a veracidade das informações que recebe, converse com pessoas de outras nacionalidades, estude outro idioma, assista a documentários, vá a peças de teatro e faça trabalhos voluntários.

Todas essas atividades são fontes de novidades e informações relevantes, que te manterão mais curioso e ainda mais inteligente.

2. Leia livros fora da sua área de atuação

É um fato: a leitura é a base da construção do conhecimento. Não importa qual seja a sua realidade de vida ou tipo de conteúdo que desperte o seu interesse, sempre há algo novo a aprender, através de um livro, jornal ou artigo em um blog.

Transformar a leitura em um hábito diário é uma das melhores maneiras de aprender, aumentar o poder de argumentação, expandir o potencial criativo, melhorar a escrita, se desenvolver pessoalmente e descobrir novas realidades sem ao menos sair do lugar.

Mas é importante não se focar apenas em conteúdos ligados a sua graduação ou profissão, mesmo que seja mais prazeroso.

O mercado de trabalho exige que seus profissionais tragam sempre um diferencial. Pessoas que se focam apenas no básico, no óbvio, não se destacam das demais.

3. Não tenha vergonha de perguntar

A leitura não é a única forma de saciar a sua sede de conhecimento. Na faculdade e no estágio, não deixe de perguntar para os professores, colegas de trabalho, pessoas mais velhas e profissionais que atuam há anos na área, tudo aquilo o que não souber, não entender ou tiver dúvidas 

Não espere que a informação venha até você. Mesmo que seja tímido ou tenha vergonha de demonstrar que não sabe algo, não perca a oportunidade de aprender. Seja humilde e reconheça que ninguém nasce sabendo tudo.

4. Cerque-se de pessoas inteligentes

Você já ouviu a frase o “homem é produto do meio”? Quando se trata de adquirir conhecimento essa frase faz todo sentido.

Pessoas que se cercam de pessoas inteligentes aprendem diretamente com mentes brilhantes, desenvolvem sua capacidade intelectual e buscam mais conhecimento.

Se unir a pessoas inteligentes também é uma forma de ter grandes e ideias e realizar coisas maravilhosas.

Você sabia que um dos movimentos mais importantes da literatura e arte brasileira, a Semana de Arte Moderna, por exemplo, teve a participação dos amigos Tarsila Amaral, Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia  e Anita Malfatti?

Identifique no seu grupo de amigos, colegas de faculdade e pessoas que te cercam, aquelas que você admira, que possuem uma visão inteligente do mundo, que gostam de ler e que se dedicam.

Elas serão as suas maiores aliadas para adquirir conselhos, conseguir dicas de livros, dividir material de estudo e, principalmente, partilhar conhecimento.

5. Aprenda com pessoas diferentes de você

Quanto mais você conversar com pessoas diferentes, fora do seu círculo social, mais chances terá de expandir a sua mente e se informar.

Toda pessoa, mesmo que não tenha uma alta escolaridade ou idade semelhante a sua, pode contribuir com ideias sábias, com novos pontos de vista e formas de encarar a vida.

Em qualquer lugar é possível se deparar com essas pessoas e com as histórias extraordinárias que elas tem para contar: no ônibus, na fila do banco, na internet ou na espera por um atendimento médico.

Se abrir para ouvi-las é uma forma de aprender mais sobre o mundo. E sobre si mesmo – com mais tolerância, sensibilidade e flexibilidade.

6. Faça um bom uso da internet

A internet é uma das fontes mais valiosas para matar a sua sede de conhecimento. Mas é preciso fazer um bom uso dela ou você corre o risco de se tornar uma pessoa alienada e mais preguiçosa.

Checar as redes sociais, entrar em sites de compras ou assistir vídeos de entretenimento não devem ser as únicas formas de navegar na web. Aproveite o seu tempo online para buscar conteúdo que aprimore o seu aprendizado.

Em uma simples busca em ferramentas como Google, Bing ou Yahoo é possível encontrar uma série de cursos livres em diversas áreas. Além de tutoriais, artigos científicos, livros digitais, portais de notícias, revistas e sites que oferecem conhecimento sobre praticamente qualquer assunto.

Outra forma de adquirir conhecimento é assistindo palestras. A plataforma TED traz em seu site e canal mais de cem milhões de vídeos com palestras das mentes mais inovadoras e brilhantes do mundo.

Todos elas tratam de temas cotidianos e em alta, como empreendedorismo, criatividade, indústria da beleza, tecnologia e feminismo. Até mesmo Steve Jobs – criador de uma das maiores empresas do mundo, a Apple – está por lá. Vale a pena conferir!

E você, como faz para matar a sua sede de conhecimento? Tem outras dicas para compartilhar com a gente? Deixe o seu comentário e aprenda ainda mais com o nosso post sobre as 12 coisas que você precisa ter para ter sucesso na carreira!