Introdução

Ser efetivado no estágio pode ser o primeiro, e mais importante, passo para a vida profissional de qualquer estudante, principalmente em um período de recessão econômica, que vem marcado pela incerteza e pelo medo de não encontrar uma boa oportunidade de trabalho.

Há algumas décadas, a figura de um estagiário era de um estudante assustado, que apenas servia cafezinho ou cuidava das cópias de documentos.

Hoje em dia, a situação já é bem diferente. O estagiário se tornou um elemento essencial para a inovação, para a revitalização de ideias e para traçar o futuro de uma empresa.

Ingressar em um estágio é entender como funciona o mercado de trabalho – com todas as exigências reais que ele traz. E de maneira individual, conseguir uma contratação é fazer um ritual de passagem do Ensino Médio para o Ensino Superior e, consequentemente, se preparar para o que a vida adulta trará!

Quer saber como aumentar as suas chances de ser contratado? Então confira o nosso passo a passo logo a seguir!

1. Procure um estágio realmente interessante

A graduação é o momento certo para experimentar as possibilidades que a carreira pode trazer.

Mas também é preciso levar em conta que você deve começar a pensar no futuro e buscar oportunidades que serão valiosas – principalmente em um mercado cada vez mais competitivo e que enfrenta a temida crise.

Durante a faculdade busque oportunidades que tragam aprendizado, experiência e créditos no currículo, mas em que você se veja atuando durante a sua carreira e que te façam sentir como será a vida profissional.

Se você faz jornalismo, por exemplo, e deseja escrever para um grande jornal, não adianta estagiar apenas em assessorias de imprensa.

Busque algo que desperte o seu interesse e motivação para continuar. Qualquer profissional e, principalmente, os estagiários que fazem o que amam conseguem trabalhar bem. Além disso se destacam diante do restante e aumentam as suas chances de serem contratados pela empresa.

2. Demonstre interesse

Você já ouviu diversas vezes a frase “quem não é visto não é lembrado”. Quando se trata do mundo profissional essa frase também possui um peso grande.

Sua boa atuação, seu comprometimento e qualificação são qualidades essenciais para garantir uma contratação, mas também é preciso deixar claro para a empresa que você deseja continuar trabalhando ali – mesmo após o fim do contrato.

Aproveite reuniões de avaliação e conversas com os seus líderes para deixar claro o seu interesse de continuar dando o seu melhor naquela função ou ressalte que busca oportunidades no futuro, caso a empresa não possa te contratar no momento.

Manter um bom relacionamento com os colegas de trabalho, e com o chefe, e fortalecer o networking com clientes também é uma chance de garantir que você será o primeiro nome em mente quando eles souberem de uma nova vaga.

3. Saiba se vestir adequadamente

O modo no qual um profissional se veste não é avaliado apenas no momento da entrevista. Depois da contratação, você será vigiado de perto e cada detalhe pode garantir a contratação, ou não.

A forma de se vestir – nas roupas, acessórios, penteado e maquiagem – afetam diretamente a visão que as pessoas terão sobre você.

Adote um visual compatível ao perfil da sua empresa. Caso o seu ambiente de trabalho seja casual, invista em roupas menos formais como um jeans e camiseta.

Mas de uma maneira geral, preze sempre pela formalidade. Se você trabalha em uma área na qual que precisa ir para reuniões de última hora, para eventos externos ou encontros com clientes, não deixe de manter peças mais arrumadas na bolsa ou mochila, como um sapato com salto e um blazer escuro.

Isso evitará constrangimentos e mostrará que você está sempre preparado para situações inesperadas.

Preserve a sua originalidade, personalidade e essência, mas tente mantê-las mais em destaque no seu trabalho do que na sua aparência.

4. Aplique os conhecimentos de seu curso

Muitos estudantes sabem que precisam utilizar o conhecimento aprendido durante a graduação nos estágios, mas não sabem exatamente como.

A verdade é que não há uma fórmula preestabelecida, o estagiário precisa seguir o próprio “feeling” e as orientações dos seus supervisores para descobrir como todo conteúdo repassado pelos professores e estudo individual pode ser colocado em prática.

Um estudante, mesmo que não tenha experiência profissional, ao participar de um diretório acadêmico ou liderar um grupo de pesquisa ganha um conjunto de habilidades e competências que são fundamentais para a profissão, como: pensar estrategicamente, tomar decisões rápidas, definir metas e respeitas hierarquias.

Esse cenário mostra que as experiências com monitorias, grupos de pesquisa, iniciação científica e empresas juniores contam muitos pontos em processos seletivos e em contratações.

Além do conhecimento teórico, a experiência prática também é muito valiosa para que um estagiário seja efetivado.

5. Seja próximo de seus supervisores

O estágio é uma chance de aprender com os acertos e também com os erros. Sem as cobranças, carga horária e exigências de um emprego formal, e com a supervisão de profissionais gabaritados na área.

Não trate o seu superior como um chefe inatingível ou como um “inimigo” dentro do ambiente de trabalho. Enxergue-o como um mentor e sempre que possível peça feebacks, pergunte sobre a sua jornada profissional e se aconselhe sobre oportunidades de carreira.

Com o tempo, o relacionamento de vocês poderá se fortalecer e não há nada melhor do que uma boa recomendação para garantir a efetivação no estágio.

Só tome cuidado para não se tornar um “puxa-saco” ou agir com falta de ética com os colegas de trabalho.

Muitos profissionais acreditam que fazer fofocas ou apontar comportamentos inadequados da equipe os tornará mais bem-vistos aos olhos do chefe. Mas esse comportamento causa exatamente o efeito contrário.

6. Seja proativo sempre

Acabou-se o tempo em que um estagiário fazia apenas trabalhos irrelevantes e servia como “figura decorativa” dentro de uma empresa. Todo profissional possui um impacto em uma organização, mesmo que ainda seja um estudante.

Para que o empregador te leve a sério, você também precisa levar o seu trabalho a sério. Isso não quer dizer que você terá a responsabilidade de um líder. Mas ainda assim precisa ser proativo e dar o melhor para que as suas contribuições e conhecimento afetem a empresa positivamente.

Fique atento somente para não transformar a “vontade de mostrar trabalho” em algo negativo. Isso pode acontecer ao: assumir uma quantidade maior de demandas do que é capaz de dar conta ou entregar tarefas sem qualidade apenas para cumprir prazos.

7. Tente ser o mais pontual possível

O comprometimento deve ser a qualidade essencial da sua vida profissional. Além de ser algo muito procurado pelas empresas, determinará se você é a pessoa certa que essa organização precisa.

Não há uma forma mais eficiente de demonstrar esse comprometimento do que a pontualidade. Nenhum profissional que alça grandes voos na carreira é conhecido por sempre chegar atrasado.

A pontualidade está diretamente relacionada à responsabilidade. Aos olhos dos líderes, se você é incapaz de cumprir um horário preestabelecido, dificilmente dará conta de demandas importantes para a empresa, gerenciar pessoas e projetos e honrar os seus prazos.

Além disso, viver atrasado é um sinal de que aquela oportunidade de trabalho não tem nenhuma importância e demonstra total falta de respeito com aqueles que contam com você. Subestimar o valor do seu estágio, se dedicar menos e chegar atraso com frequência compromete qualquer chance de contratação.

8. Mantenha sempre a organização

A proatividade é uma das características mais ressaltadas pelos candidatos nos processos seletivos. Mas o que as empresas também admiram são profissionais organizados, capazes de cumprir prazos, sem perder a qualidade no que fazem.

Ser organizado é um ponto que contará muito a seu favor para conquistar a confiança dos supervisores e um motivo forte para ser efetivado no estágio. Essa é uma forma de melhorar também outras áreas da sua atuação, diminuir o tempo de execução das tarefas e causar uma boa impressão.

9. Saiba trabalhar em equipe

Além dos superiores, os colegas de trabalho também podem se transformar em excelentes mentores para a sua carreira. São eles que te ajudarão no dia a dia, afinal ninguém ingressa em uma empresa sabendo tudo – principalmente quem está em sua primeira atuação real como profissional.

Aproveite o seu período de estágio para aprender e melhorar a sua atuação profissional, mas também para melhorar o seu relacionamento em equipe.

Conheça as pessoas que trabalham diretamente, ou indiretamente, com você, se mostre aberto para aprender com elas, compartilhar demandas e ser um ponto de apoio quando elas também precisaram de ajuda.

Além de aprendizado, outros profissionais podem te ajudar a solucionar problemas e erros que não precisam ser levados ao chefe, te ensinar o funcionamento e processos da empresa, e se tornarem as pessoas que te recomendarão para ser efetivado no estágio.

10. Faça cursos complementares

Durante a faculdade é inevitável ficar sobrecarregado de trabalhos para entregar, seminários para apresentar e matérias para estudar. Mas a rotina exaustiva não pode ser uma desculpa para se acomodar.

Legalmente, a carga horária dos estágios não pode passar de seis horas por dia. E o estudante tem direito a folgas em períodos de avaliação na faculdade. Todo estagiário, que deseja subir na carreira ou ser efetivado em uma empresa, deve saber administrar esse tempo e usar as horas livres para se capacitar.

Livros e apostilas da grade curricular são essenciais para ampliar o seu conhecimento e potencializar a capacitação, mas toda profissão requer sempre mais. Principalmente para quem precisa se destacar da concorrência.

Cursos complementares em áreas de tecnologia, liderança, gestão de projetos e idiomas são algumas das opções para enriquecer o currículo. E nem é preciso sair de casa. A internet é uma excelente aliada para se capacitar e gastar pouco.

Sacrificar uma saída com os amigos ou uma ida ao cinema de vez em quando pode te ajudar a se organizar melhor, aprender mais e abrir portas para um futuro promissor.

11. Não tenha medo de ser inovador

Inovação é a palavra de ordem do mercado. E por isso, para se destacar da concorrência e conquistar clientes, as empresas esperam que seus profissionais tragam sugestões, estejam em contato com novas tendências e melhorem processos que estão defasados.

Mesmo com toda a experiência e formação, nem sempre os profissionais que atuam há anos no mercado estão em contato com as novidades e o que vai “explodir” no futuro. E é aí que os mais jovens, também conhecidos como millennials, saem em vantagem.

Sua mente empreendedora, convívio social diversificado, contato com a internet, leitura de vários meios digitais e veículos de comunicação e participação em intercâmbios despertam as características inovadoras que as empresas precisam.

O dinamismo do mercado de trabalho também exige que os estagiários sejam uma ponte entre as novidades e conhecimento entre o ambiente acadêmico e o ambiente organizacional.

Ao ingressar em um trabalho não se prenda apenas a uma cartilha preestabelecida. Não há qualquer problema em propor inovação, dar sugestões que podem trazer melhorias e trazer uma visão diferenciada para aquele ambiente de trabalho.

Evite apenas se sobrepor às ordens recebidas ou tentar impor a sua visão sem a autorização dos seus supervisores. Um simples e-mail errado pode causar o completo caos para a empresa.

Antes de fazer algo que foge do protocolo, mesmo que você confie em si mesmo e no poder da sua ideia, consulte os seus superiores. Especialmente em ações diretas com o público ou tarefas que podem afetar os lucros, as vendas e outras pessoas.

12. Assimile a cultura da empresa

A cultura empresarial é um dos elementos mais importantes para qualquer organização, independente do seu porte. Ela é definida pelo conjunto de crenças, valores e normas que fazem a empresa ser o que é, ganhar credibilidade no mercado e atrair talentos.

É importante que o estagiário entenda e assimile a cultura dessa empresa, caso queira realmente fazer parte dela – e não ser só mais um estudante de passagem.

Essa cultura pode se manifestar de diversas maneiras. O Google, por exemplo, eleito ano após ano um dos melhores locais para se trabalhar, não impõe horários fixos, oferece o mesmo pacote de benefícios para todos, investe na formação dos profissionais e cria um ambiente descontraído, com salões de jogos e salas de descanso, para os funcionários.

Mas, como você já sabe, nem todo trabalho funciona da mesma forma. Portanto, se quiser causar uma boa impressão, não exija que a empresa se adapte ao que você acha ideal. E sim o contrário.

Antes mesmo do processo seletivo, estude sobre a história da organização e converse com os profissionais que já passaram por lá.

Isso te trará mais confiança e a bagagem necessária para se assimilar à cultura da empresa em que você está estagiando. E de quebra: dobrar as chances de ser contratado.

13. Forme-se na faculdade no tempo certo

Atrasar a graduação também pode prejudicar o estudante. Se uma empresa estiver interessada em fazer uma contratação, mas o universitário está atolado de matérias atrasadas e sequer sabe quando irá se formar, dificilmente ela será capaz de esperar.

Além de dificultar a entrada no mercado de trabalho, o estudante pode atrapalhar o próprio aprendizado e corre o risco de “ficar para trás” diante dos colegas e possíveis concorrentes.

A contratação também determina um aumento de carga horária e pode ocupar a maior parte do dia do universitário. Então, fica praticamente impossível conciliar avaliações, seminários, projetos e estudo com as demandas do trabalho. O que diminuirá o seu desempenho e tornará a formatura um sonho cada vez mais distante.

14. Vá além do básico

A proatividade também está ligada a assumir responsabilidades que vão além do básico. Se tiver um tempo livre e tem vontade de aprender ainda mais sobre a sua profissão, não se foque apenas nas demandas que um superior designa para você.

Converse, de forma não-invasiva, com seus colegas mais experientes, se capacite, ofereça ajuda para quem está “atolado” de tarefas e lide com trabalhos diferentes do que você está acostumado.

Além de demonstrar interesse – algo que já destacamos como elemento essencial para ser contratado – essa postura te levará a um patamar elevado como um profissional ambicioso, inteligente e que se destaca não apenas em uma ou duas atividades, mas em toda a área em que atua.

15. Fique atento ao seu progresso

Não importa qual é a sua área de atuação ou cargo que ocupa em uma empresa, você deve observar de perto a sua carreira. Principalmente se deseja atingir metas pessoais e objetivos profissionais, como ser efetivado no estágio.

Os profissionais mais experientes e bem-sucedidos na área fazem esse planejamento em forma de um plano de carreira. Essa estratégia ajuda a aumentar a motivação com o trabalho, melhorar o autoconhecimento, entender as próprias habilidades e potencializar o desempenho profissional.

Muitas pessoas fogem dessa autoavaliação por inexperiência ou por medo de assumirem que estão indo em uma direção errada.

Mas essa análise é essencial para entender o seu progresso, avaliar o que não está indo bem, o que pode melhorar e o que falta para alcançar aquilo que você deseja. E ainda melhor: identificar aquilo em que você é realmente bom e se destaca.

Fazer um acompanhamento recorrente do progresso é uma forma de sair da própria zona de conforto e mudar a sua forma de trabalhar, caso as coisas não estejam indo bem. Além disso, possibilita uma avaliação com antecedência de trabalhos ruins que podem comprometer a sua imagem profissional e impossibilitar uma contratação.

16. Não tente abraçar o mundo

Quando o estudante finalmente encontra o estágio dos sonhos e percebe que deseja continuar naquele cargo no futuro, ser contratado se torna uma meta de vida. Mas é preciso manter os pés no chão.

Ao ingressar em um estágio não tenha a contratação como a única meta ou você pode terminar frustrado. Afinal nem todos recebem uma proposta de trabalho após o fim do contrato – e isso não demonstra incompetência ou desqualificação.

Muitas vezes as empresas não possuem um cargo disponível ou orçamento suficiente para fazer essa contratação no momento.

E esse cenário não deve desmotivar. Pelo contrário, você deve continuar a se qualificar para garantir vantagens diante da concorrência quando uma vaga aparecer, e transformar uma oportunidade futura em um emprego efetivo.

Conclusão

Mesmo que não seja considerado obrigatório para muitas universidades, ou não possa ser aproveitado para créditos complementares durante a graduação, todo estudante deve buscar a experiência de um estágio durante a sua preparação para o mercado de trabalho.

Estagiar é abrir portas para o sucesso. Mesmo que agora não pareça algo tão relevante para a sua vida. Não são raros os casos de grandes CEO’s que começaram como estagiários nas empresas e chegaram ao topo.

Sair de uma posição de aprendiz e se tornar alguém decisivo na empresa, que toma decisões e apresenta novas estratégias é uma oportunidade diferencial para a carreira de qualquer profissional.

Além do conhecimento teórico e técnico, esta experiência também é uma oportunidade de aprender mais e entender o dia a dia da sua profissão.

Trabalhando em uma empresa, o estudante é capaz de encarar desafios de “gente grande”, aumentar a autoconfiança, aprender a trabalhar melhor em equipe, entender o funcionamento de hierarquias e amadurecer como pessoa.

Um estágio serve também para que esse estudante abandone o que ele pensa sobre a sua profissão e comece a entender como ela realmente funciona. Na prática, é descobrir quem você é e o que deseja fazer na carreira após a graduação. E o mais importante: que tipo de profissional você não deseja ser.

No post de hoje ressaltamos a importância de levar o estágio a sério. Se você está estagiando, mas ainda não se preocupa com o futuro, deve ficar um pouco mais atento. Mas se ainda vai começar a graduação, pode começar a se preparar desde já.

E você, também deseja ser efetivado no estágio? O que tem feito para melhorar a sua atuação e desempenho? Compartilhe sua experiência com a gente e não deixe de assinar a nossa newsletter para conferir as novidades do site e aprender novas dicas para se dar bem na graduação!