Viajar é algo muito especial, não é mesmo? Sem dúvidas, conhecer lugares, culturas, comidas e pessoas diferentes é enriquecedor e gratificante.

Contudo, isso requer custos que não estão facilmente ao alcance de quem não nasceu em berço de ouro e precisa de um emprego para pagar as contas. Mas, e se você pudesse trabalhar viajando?

Pois saiba que isso é plenamente possível! E não faltam exemplos de pessoas que escolheram profissões nas quais podem viajar muito. Com isso, juntam a necessidade de ganhar dinheiro com o desejo de visitar diferentes locais, inclusive no exterior.

Então, se você ama viagens e quer garantir uma fonte de renda ao mesmo tempo, veja neste post 10 profissões em que é possível trabalhar viajando!

1. Guia turístico

De fato, essa é a profissão mais óbvia para quem gosta de viajar. Ainda assim, não basta ter experiência como turista: esse profissional precisa de cursos acadêmicos ou especializações para trabalhar na área.

Além disso, é essencial ter inglês fluente e até outros idiomas, sem contar qualidades como simpatia e boa comunicação.

Aqui, o seu trabalho será mostrar o mundo para os turistas, elaborando roteiros e contando a história por trás dos locais visitados. E a rotina será agitada e sem mesmice — afinal, você estará sempre em lugares diversos acompanhando as mais diferentes pessoas!

2. Arqueólogo

Este é o profissional que explora, analisa e conserva áreas e materiais de sociedades antigas encontrados embaixo da terra. Ajudando, assim, a compreender a formação de nossa sociedade atual.

Trata-se, por isso, de profissão que exige viajar a sítios, áreas remotas e, inclusive, locais urbanos que passarão por obras, visando sempre localizar e preservar registros arqueológicos.

3. Geólogo

A Geologia é uma ciência ampla que estuda a origem, a formação, a estrutura, a composição e as alterações sofridas pela crosta terrestre.

Logo, com a crescente preocupação com o desenvolvimento sustentável, o geólogo é um dos que têm emprego garantido, viajando para áreas diversas e sendo requisitado por empresas que utilizam recursos naturais.

Enfim, esse é um emprego excelente para quem gosta de natureza e de observar as mudanças climáticas.

4. Diplomata

Fica a cargo do diplomata a representação do Brasil no exterior. Para isso, além da boa remuneração, o profissional conta com regalias como o passaporte diplomático — aceito praticamente em qualquer lugar do mundo e sem transtornos com a imigração.

Grosso modo, ele trabalha em embaixadas, consulados ou escritórios brasileiros lá fora. No entanto, é necessária a aprovação no concurso do Instituto Rio Branco, que tem concorrência acirradíssima.

Além, é claro, de possuir bons conhecimentos em idiomas, direito internacional e outras áreas requisitadas na prova.

5. Jornalista

Agências de notícias e grandes jornais costumam precisar do trabalho de correspondentes ou freelancers no exterior, que relatem os fatos ocorridos no país em que estão ou façam a cobertura de acontecimentos específicos, como eventos, terremotos, reuniões de líderes etc.

Nesse caso, você pode tanto ser contratado por uma empresa como escrever notícias e vendê-las aos veículos de comunicação. Cinegrafistas e repórteres fotográficos também podem atuar da mesma maneira em países estrangeiros.

Portanto, também é fundamental a fluência em inglês, curiosidade, habilidade com a escrita e outras atribuições esperadas de um profissional de comunicação.

6. Membro de tripulação de avião ou navio

É a tripulação de um avião ou de um navio que garante aos passageiros uma boa viagem. No caso de voos, os pilotos e comissários de bordo são os profissionais que prezam pelo conforto das pessoas, além das normas de segurança e tudo mais o que for relacionado ao voo.

Já no caso de navios, a quantidade de empregos é maior: cozinheiros, atendentes e camareiros e até músicos compõem a equipe de um cruzeiro, por exemplo.

Para ambos os casos, é preciso fluência em inglês, capacidade de trabalhar em equipe e interesse em atendimento ao público. E, acima de tudo, disposição para encarar uma rotina cheia e passar mais tempo viajando do que em terra firme.

7. Trabalho humanitário

Apesar de ser comum o trabalho voluntário nessa área, também existem oportunidades remuneradas para quem se interessar em ações humanitárias. Entidades como Greenpeace, Cruz Vermelha, Médicos sem Fronteiras e outras sempre buscam gente que tenha vontade de atuar em prol de um mundo melhor.

Geralmente, a ação desses profissionais costuma ser em regiões atingidas por conflitos, desastres naturais ou de extrema pobreza, saindo dos destinos turísticos badalados. E o trabalho exige disposição, além de fluência em idiomas — e, se possível, cursos ou experiência profissional em áreas sociais.

8. Comércio exterior

Em um mundo cada vez mais globalizado, com diversas atividades multinacionais, sempre há espaço para quem atua na área de comércio exterior. Esse profissional precisa de algumas dessas características:

  • interesse por culturas diferentes;
  • gostar de aprender outras línguas;
  • ser antenado com notícias internacionais;
  • compreender leis.

Sua atuação abrange setores comercial, financeiro e operacional de empresas e órgãos governamentais. Entre as atribuições, estão: identificar oportunidades em novos mercados, melhorar relações comerciais e compreender a legislação e trâmites tributários de outros países.

E, para fazer tudo isso, é necessário viajar bastante.

9. Professor de idiomas

Você fala bem em público? Gosta de compartilhar aprendizado? Se também possui conhecimentos sólidos em algum idioma (principalmente o inglês), você pode ser professor de idiomas em outro país!

Sabemos que o inglês é considerado uma língua universal e, por causa disso, o interesse em aprender o idioma aumentou. Como consequência, professores são mais requisitados.

E você também pode ensinar português para estrangeiros ou outro idioma no qual tenha fluência. O ideal é ser graduado em Letras, mas existe a possibilidade de trabalhar apenas comprovando a proficiência na língua.

Além de dar aulas em escolas ou grupos, você pode manter seus alunos usando a tecnologia: são comuns professores que ensinam pela internet, por meio de aplicativos como o Skype, por exemplo.

Assim, você pode estar em qualquer lugar do globo que tenha acesso à web e separar um período do dia para dar as aulas.

Enfim, viajar é preciso, e existe um mundo inteiro para ser desbravado. Mas não precisa ser rico ou gastar todas as economias: trabalhar viajando é uma possibilidade que pode trazer mais qualidade de vida e conhecimento para qualquer pessoa.

Então, veja as suas qualidades, escolha a área que mais combina com você, se capacite, prepare o passaporte e as malas, e vá ser feliz! E aí, gostou deste post? Então aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais e mostre aos seus amigos que é possível trabalhar viajando!